Home / Portugal / Tordo debaixo de fogo por criticar Cavaco durante funeral de Soares

Tordo debaixo de fogo por criticar Cavaco durante funeral de Soares

Um “post” no Facebook sobre Cavaco Silva, enquanto decorria o funeral de Mário Soares, levou centenas de cibernautas a acusar Fernando Tordo de estar a desejar a morte do ex-presidente da República.

“Não tenho ouvido falar de si, Cavaco Silva. Um dia, chega a nossa vez, não é?”, escreveu Fernando Tordo, a meio da tarde de terça-feira, quando ainda decorriam as cerimónias fúnebres de Mário Soares. O que levou muitas pessoas a considerar que o cantor estava a desejar a morte de Cavaco Silva.

A mensagem causou, por isso, polémica e foram às centenas os comentários críticos, com muitos insultos à mistura e exigências de que o cantor se retratasse. Ao início da noite, Fernando Tordo acabou por retirar o post da sua página do Facebook.

Nesta manhã de quarta-feira, o cantor colocou outro post a assumir a autoria da mensagem que tanta polémica causou. “Claro que fui eu quem escreveu a frase e claro que fui eu quem a retirou”, assumiu. Mas não se retratou, até porque, nas entrelinhas, garante nunca ter desejado a morte do anterior presidente da República.

“Quem na frase que aqui escrevi ontem (terça-feira) conseguiu ler que eu desejava a morte a alguém, que saia já”, escreveu Fernando Tordo, acrescentando: “A porta desta minha página tem uma virtude, como a de todos: está sempre aberta, para entrar e para sair. E eu dou uma ajuda. É simples, como sabem. Basta um clique, ‘bloquear'”, indicou o cantor e compositor que, em 2003, recebeu pelas mãos do então presidente da República, Jorge Sampaio, o titulo de Comendador da Ordem do Mérito.

Fonte : JN